Pai… 15 anos de saudade…

frases_sobre_saudade

Você se foi jovem e eu fiquei sozinha cedo demais.

Não aceitei sua partida com facilidade, briguei com Deus e Ele mesmo acalmou meu coração.

Chorei antes de dormir durante anos e só depois de adulta pude entender que sua missão na terra tinha encerrado.

Você não me viu andar de bicicleta pela primeira vez, não me viu arrumar um emprego e nem entrar na faculdade…

Eu não te entreguei aquele quadrinho que fiz a mão enquanto você ainda estava no hospital… eu nunca me despedi…

Guardei por anos o cartãozinho de dia dos pais que fiz naquele ano e esperei por muito tempo que você voltasse com um chocolate na mochila dizendo que tudo não passou de um pesadelo.

Você não voltou!

Às vezes olho ao meu redor e me imagino tendo um pai de novo. Vejo as pessoas vivendo felizes com seus pais e imagino minha vida com a sua presença… infelizmente essa sensação nunca será possível.

Vejo as pessoas falando de você, se orgulhando de terem passado uma parte da vida ao seu lado e eu não tenho tantas lembranças, tive apenas 09 anos pra aproveitar e não fiz o suficiente.

Minha saudade não ficou guardada na gaveta junto com as poucas fotos que você deixou, ela lateja, grita e se agiganta todo dia.

Eu ainda espero você… mas sei que ai de cima olha por mim, olha por nós!

E eu tenho tantas coisas guardadas em mim que eu queria ter te falado, Pai. Tantas coisas que eu queria que você visse, tantas coisas que eu queria viver com você.

Eu nunca disse o quanto te amava, mas o tempo não passa para o amor que tenho em mim.

Hoje faz 15 anos e a saudade ainda não cabe no meu peito…

WP4Phone_20150619230228_0

 

Já não me lembro do dia que me apaixonei por você…

Sei lá, o amor é tão grande que isso

talvez nem importe.

Mas me lembro com detalhes a primeira vez que te vi.

Que dia mais lindo. Feliz. Completo.

Você entrando sorrindo, eu com o coração disparado.

Parece que te conheço há séculos, mas faz apenas três anos que dei inicio a uma nova vida.

Vida de alegrias. Vida de amor. Vida de felicidade.

Pensar em você me faz mais feliz. Amar você é ter no seu abraço um lugar pra onde eu posso correr.

E mesmo tão distante de mim, sua presença ainda habita minha alma, meus dias, meu coração.

Você é uma das partes mais bonitas da minha vida. E eu te amo tanto que já não cabe em mim. Transborda todos os dias.

Comemorar essa data é reviver o momento, manter em mim o presente que a vida me deu…

De presente o amor que nunca pensei ser possível sentir…

 

 

 

Torne-se seu melhor amigo

Torne-se seu melhor amigo, seja alguém com quem você goste de estar.

Ria de suas próprias piadas. Goste do seu jeito de dançar.

Ame-se ao acordar despenteada e ao acordar com cara de atriz de cinema.

Nós seremos obrigados a nos aturar até o fim, se não formos nossos melhores amigos, se não nos amarmos da maneira exata que somos passaremos a vida sabotando nossas felicidades e conquistas.

Vá, se olhe no espelho! Você é quem deveria ser, se permita viver!

Não tenho mais…

Quando te vi naquela foto o meu coração partiu… Ou se desfez, talvez… Acho que agora não tenho mais…

Não tenho mais coração, não tenho mais esperança, não tenho mais felicidade… Provavelmente agora eu viva uma vida de sorrisos, mas não uma vida feliz.

Talvez seja melhor assim… Eu aqui, você ai… Eu idealizando uma vida, você vivendo uma vida idealizada e nenhum dos dois feliz… Ou, quem sabe, apenas eu esteja triste nessa história toda…

Mas a culpa é minha… A culpa é sempre de quem se entrega mais, de quem vai ao fundo… Culpa por tentar ser amada, por tentar fazer ser recíproco…

Uma culpa doída, mas uma culpa com certeza de coragem… Coragem de ter se jogado, de ter gritado amor, de ter dançado na chuva enquanto você se protegia debaixo de uma árvore… Você sempre se protegendo…

Mas ta tudo bem… Tudo ta sempre bem… Eu vou sobreviver… Eu vou seguir… E o que vai ficar com você é a saudade… E o arrependimento por nunca ter tentado como eu tentei…

Fé no que virá…

PS: Escrevi esse texto dia 01/01/2015 pelo celular sentada na beira da piscina, mas devido as festas, bagunças e ressacas só hoje consegui postar… bom, ainda é ano novo então ta valendo. Boa leitura!

Mais um ano… 2015. Meu Deus, como o tempo voa… Ontem mesmo eu era pequenininha e morria de medo dos fogos da virada. Hoje sou uma adulta, crescida e independente, e o medo daquelas explosões no céu ainda permanecem comigo. Mas tudo é lindo, não podemos negar a emoção que nos transmitem os fogos de artificio. É realmente uma comemoração por um novo ciclo, um novo momento, uma nova oportunidade.

Tenho algumas manias de ano novo bastante comuns e bastante pessoais também: Branco (sempre!), mesmo que as cores sejam apenas superstição vale iniciar com um cor que transmita paz; pular as ondinhas claro que isso depende da minha grana pra viajar; e chorar. Não sei, mas mesmo que o ano que está encerrando não tenha sido triste ou qualquer coisa do tipo, chorar sempre me passa a impressão de alma lavada, de literalmente um recomeço… acredito que para a maioria das pessoas as lágrimas sejam parte do ritual de passagem de ano.

E não há dúvidas que o ano novo foi a melhor invenção já feita. Uma estratégia criativa que nos renova, permite começar do zero, refazer planos… ainda que sejam os mesmos desde 2004 o que vale é a intenção -e a lista- de mudanças. Novo emprego, novo namorado, perder peso, ganhar na megasena… não importa qual seja o seu desejo, no fim das contas só queremos mesmo que seja nais um ano lindo, abençoado, cheio de paz e felicidade!

Feliz 2015 pra nós! 🙂

Viajar é preciso.

Nada é mais emocionante do que arrumar as malas para uma viagem. A expectativa pela partida e o medo do esquecimento de pertences fúteis e essenciais são os temperos que nos despertam a ansiedade pela diversão.

Cada peça incluída, cada item encaixado de modo organizado nos aproxima de nossa aventura.

E quem consegue dormir? Durante as 24 horas de cada dia que antecede a viagem – Ah, se o dia tivesse 25 horas! – nos certificamos de pesquisar, procurar, sonhar e enlouquecer nossos amigos com o assunto repetido.

O que vale mesmo é aguardar o tão sonhado momento e compartilhar com quem está próximo. Mesmo que meu amigo já saiba de cor que a praia é mara e que lá foi cenário de um filme super bacana que eu nem lembro o nome … Ué, amigos também são pra essas coisas.

Para nós, mulheres, a espera é ainda mais torturante… E a arrumação do quarto após a mala pronta também. Experimentamos e levamos praticamente todo o guarda-roupa pensando no “vai que…”, e ele nunca vem. Mas como diz o ditado, uma mulher prevenida vale por duas. Então, bota esse casaco de pele na mala.

No trajeto enfrentamos horas a fio no trânsito eterno de São Paulo. Mas quem se importa? O que conta é a empolgação. Voltamos até a usar o linguajar de 2005: Uhuu! Iupi! Yeah! (Não, péra! Iupi? Tirando aquele tio de 40 anos que acha que tem 15, alguém algum dia usou Iupi?)

Quando – enfim! – chegamos ao nosso destino com 12 horas de trânsito e uma coluna travada na bagagem, nos atropelamos com todos aqueles planos e roteiros mirabolantes criados com pelo menos um mês de antecedência… E é tanta indecisão que decidimos dormir praticamente toda a viagem, afinal dormir não tem erro.

Noites mal dormidas, excesso de bebidas e falta de alimentos também fazem parte da diversão, mas no fim das contas o que mais queremos é ter nossa cama, a comidinha da mamãe de volta e ficar uns tempos sem ver aquele amigo chato que roubou a cama do canto com tomada que eu queria tanto… Ah, e uma mala que se arrume sozinha pra facilitar nossa vida.